quarta-feira, 14 de abril de 2010

Dia 11 - SANTIFICADO SEJA O TEU NOME...

Quarta-feira é dia do nosso Evangelho.


Por: Meimei
O apostolado de Jesus foi uma constante santificação do nome de Deus. Procurou, ele mesmo, louvar o Pai Celestial, distribuindo o contentamento e a Paz com todos. Ele sabia que a melhor maneira de santificar o nome de Deus, era auxiliar. Assim, amparou os velhos e as crianças, os doentes, os fracos e os sofredores de toda espécie. Espalhou a caridade, a alegria e a esperança.

Por essa razão, devemos lembrar que estaremos santificando o nome de deus sempre que estivermos realizando o melhor que pudermos fazer.



GLORIFICANDO O SANTO NOME

No principio da vida na Terra, quando os minerais, as plantas e os animais souberam que era necessário santificar o nome de Deus, houve da parte de quase todos um grande movimento de atenção.



Certas pedras começaram a produzir diamantes e outras revelaram ouro e gemas preciosas.


As árvores mais nobres começaram a dar frutos. O algodoeiro inventou alvos fios para a vestimenta do homem.


A roseira cobriu-se de flores. A grama alastrou-se pelo chão enfeitando a terra. A vaca passou a fornecer leite. A galinha para alegria de todos, começou a botar ovos. O carneiro passou a fornecer a lã. A abelha passou a fabricar o mel.


Até o bicho de seda, que parece tão feio, para santificar o nome de Deus, fabricou fios lindos, Nem todos os homens aprendem rapidamente as lições da vida, mas aqueles que procuram a verdade, sabem que a nossa inteligência deve glorificar a Eterna Sabedoria, cultivando o bem e fugindo ao mal. São as almas acordadas para a luz e que louvam realmente o nome de nosso Pai Celeste. São os que santificam na terra a divina bondade.

LOUVADO SEJA DEUS


O velho André era um escravo resignado e sofredor. Certo dia, ele soube que Jesus nos ensinara a santificar o nome de Deus, e prometeu a si mesmo jamais praticar o mal.


Se o feitor da fazenda o perseguia, André perdoava e dizia de todo o coração - Louvado seja Deus. Se algum companheiro tentava-o a fugir das obrigações de cada dia, considerando as injustiças que o cercavam, ele dizia:- Louvado seja Deus. Quando veio a libertação dos cativos, o dono da fazenda chamou-o e disse-lhe que a pobreza e a doença lhe batiam a porta e pediu-lhe que não o abandonasse. Todos os companheiros se ausentaram, embriagados de alegria, mas André teve compaixão de seu Senho, agora humilhado e permaneceu no serviço. O proprietário da terra, pouco a pouco perdeu tudo o que tinha, vitimado pela enfermidade, mas o generoso servidor cuidou dele até a morte, afirmando sempre Louvado, seja Deus.


André estava cansado e envelhecido quando o antigo patrão faleceu. Quis trabalhar, mas o corpo sentia muitas dores. Esmolou com humildade e paciência. Toda vez que recebia algum pedaço de pão, ou algum trapo para agasalhar o corpo, exclamava alegremente: - Louvado seja Deus. Certa noite, muito sozinho, com sede e com febre, notou que alguém penetrava em sua choça de palha. Quem seria?

Em poucos instantes, um anjo erguia-se a frente dele. Acanhado e aflito, quis dizer alguma coisa, mas não pode. O anjo, sorrindo abraçou-o e exclamou: André, o nome de nosso Pai Celestial foi exaltado por seu coração e vim buscar você para que sua voz possa louva-lo agora no Céu. No dia seguinte, o corpo do velho escravo apareceu morto na choupana, mas sobre o teto rústico as aves pousavam cantando, e muita gente afirmou que os passarinhos pareciam repetir:
- Louvado seja Deus.


No canto dos passarinhos,
No campo, no mar, na flor,
A vida está repetindo:
Louvado seja o Senhor.

Na próxima quarta continuamos com:
VENHA A NÓS O VOSSO REINO

Um comentário:

Laura disse...

Querido papai Noel, estou emocionada com a mensagem de Meimei, quantos ensinamentos! assim vou aprendendo mais e mais seguir os ensinamentos de Jesus.

No canto dos passarinhos,
No campo, no mar, na flor,
A vida está repetindo:
Louvado seja o Senhor.


O velho André com seu Louvado seja Deus!Ótima reflexão. Boa Noite Papai Noel. Sua fã Laura Maia.